Primeira Grande Viagem

Postado em 01 de Agosto de 2016 por Virando Mundo


Nossa primeira grande viagem foi em 2012. Mais de seis mil quilômetros rodados com uma Moto Ténéré 250cc e com destinos específicos: Chegar no Chile, tocar no gelo e conhecer o Oceano Pacífico...


Chegada ao Pacífico em Viña del Mar

Utilizando um período de 23 dias de férias, sem muito planejamento, apenas com um mapa tracejado que nos servia como guia para chegar ao nosso destino. Com os nomes das cidades pelas quais deveríamos passar e era isto.


Rota da Viagem

Mas é possível fazer uma viagem desta e de moto sem o devido planejamento?

Fizemos e não nos arrependemos. Tudo era novidade e a sensação que sentíamos quando vislumbrávamos uma paisagem linda era inexplicável.


Mendoza - Argentina

Uma cidade que nos chamou a atenção foi Mendoza na Argentina.
Embora termos chegado a noite apenas para dormir em um camping, nos pareceu bem bacana.
Típica de cidade grande, ruas povoadas, bares lotados, mas com muita natureza e coisas para se fazer.

E quando avistamos as Cordilheiras... Ainda em uma fila em um posto de gasolina, bem ao longe, no topo das montanhas era possível ver um pouco do gelo. E já na ruta quando cada vez chegávamos mais perto. Sensação única.


Cordilheira dos Andes - Em Direção aos Caracoles

A beleza das Cordilheiras é inexplicável, com todo aquele arranjo de montanhas, uma de cada cor, sim a natureza é perfeita em suas imperfeições!!!


Cordilheira dos Andes - Lago no Paso Agua Negra

E quando chegamos ao Oceano Pacífico nas cidades de Viña del Mar e Valparaíso, nossa, incrível também.


Apreciando o Oceano Pacífico

Voltando ao assunto Cordilheiras, cruzamos na ida pelo Paso Internacional Los Libertadores e na volta pelo Paso Agua Negra, onde andamos 170 quilômetros pelo rípio. Mas cada quilômetro rodado era compensado por uma lindíssima paisagem...

Inclusive para matar a vontade de tocar o gelo, acabamos estragando a moto. Gastou o disco da embreagem, pois com ela carregada tentamos subir uma "pequena" montanha para alcança-lo... Não foi desta vez que tocamos!

Recebemos ajuda de dois motociclistas Chilenos e no final tudo deu certo, mais adiante conseguimos tocar o gelo e arrumar nossa moto.

Resumindo, com um melhor planejamento poderíamos ter conhecido muito mais lugares.
Isto levamos como lição, pois o que avistamos de belo pelo caminho foi por sorte.

Mas, uma coisa aconteceu, esta viagem despertou aquele interesse de conhecer mais e mais...

E assim seguimos aventurando por aí!


Acompanhe também

Youtube Instagram Facebook

Apoio

Edotec

Motobul


Inove Energias Renováveis


3TC


Postos Paulo Moreira


Virando Mundo